Avaliação Interna

EQUIPA DE AUTOAVALIAÇÃO
PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICA
ANO LETIVO 2021-2022

  • ENQUADRAMENTO
    Com a Lei n.º 31/2002, de 20 de dezembro, a autoavaliação passa a ter um carácter obrigatório e permanente e assenta na análise do grau de concretização e execução das metas do ProjetoEducativo, do Plano de Ação e Inovação do Agrupamento e do Plano Anual de Atividades, no desempenho dos órgãos de administração e gestão das escolas, no sucesso escolar e na prática de uma cultura de colaboração e de participação ativa no processo educativo pelos vários membros da comunidade educativa. O processo de autoavaliação deverá promover uma cultura de qualidade, exigência e responsabilidade nas escolas, baseada em padrões de qualidade
    devidamente certificados e contribuir para compreender o processo de ensino e aprendizagem, refletir sobre as práticas, corrigir procedimentos, encontrar soluções e ganhar eficácia.
    Nesse sentido, o Decreto-Lei n.º 75/2008, de 22 de abril (republicado no âmbito das alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 137/2012 de 2 de julho) aponta, no artigo 9.º, ponto 2, alínea c), o relatório de autoavaliação como um dos instrumentos de autonomia, para efeitos da respetiva prestação de contas, definindo-o como “documento que procede à identificação do grau de concretização dos objetivos fixados no projeto educativo, à avaliação das atividades realizadas pelo agrupamento de escolas ou escola não agrupada e da sua organização e gestão, designadamente no que diz respeito aos resultados e à prestação do serviço educativo.”
  • OBJETIVOS
    Este processo desenvolve-se de modo permanente com as seguintes dimensões de análise:
  1. grau de concretização do projeto educativo e modo como se prepara e concretiza a educação, o ensino e as aprendizagens das crianças e jovens, tendo em conta as suas caraterísticas específicas;
  2. nível de execução de atividades proporcionadoras de climas e ambientes educativos capazes de gerarem condições afetivas e emocionais de vivência escolar propícia à interação, à integração social, às aprendizagens e ao desenvolvimento integral da personalidade das crianças e jovens;
  3. sucesso escolar, avaliado através dos resultados do desenvolvimento das aprendizagens escolares dos alunos, resultados para e inclusão, equidade e excelência;
  4. cumprimento de regras e disciplina;
  5. participação na vida da escola e assunção de responsabilidades;
  6. prática de uma cultura de colaboração entre os membros da comunidade educativa.
  7. desempenho dos órgãos de administração e gestão do agrupamento;

  • CRONOGRAMA DAS AÇÕES

  • EQUIPA DE AUTOAVALIAÇÃO (CONSTITUIÇÃO)

  • DOMÍNIOS A AVALIAR EM 2021-2022
  • Prestação do serviço educativo
  • Resultados
  • METODOLOGIAS
  • Aplicação de questionários Análise documental
  • Análise de informação estatística Entrevistas